Consulta pública - ESTRATÉGIA E-SAÚDE


Consulta pública para padronização dos Modelos de Informação de documentos clínicos termina nesta quinta (28/09)

Aprovados, os modelos de informação da Estratégia e-Saúde para o Brasil orientarão as ações dos setores público e privado.


Ficam abertas, até a próxima quinta-feira (28), as consultas públicas para implementação do modelo de informação dos documentos para o Registro de Atendimento Clínico e para o Sumário de Alta, que são os primeiros documentos clínicos a serem padronizados visando à implementação do Registro Eletrônico de Saúde (RES) dentro da Estratégia e-Saúde para o Brasil. A consulta foi instituída pela Resolução de Nº 24 da Comissão Intergestores Tripartite, composta pelo Ministério da Saúde, Conselho Nacional de Secretários de Saúde e Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde.

O resultado das consultas públicas vai permitir a criação de modelos de informação, que permitam acompanhar os dados do paciente em qualquer unidade do SUS. Por exemplo, ao ser atendido em qualquer hospital e depois utilize os serviços de uma Unidade Básica de Saúde (UBS), o histórico do paciente no hospital poderá ser acessado pelos profissionais da UBS.

Vinculadas ao desenvolvimento de tecnologias de comunicação e informação da saúde, as consultas estão direcionadas também aos profissionais especialistas, gestores, pesquisadores, representantes de entidades e de conselhos de classe das áreas da saúde. A partir da aprovação dos Modelos de Informação consultados, caberá ao Comitê Gestor da Estratégia e-Saúde orientar como deverá se dar o desenvolvimento dos Modelos Computacionais para sua implementação nos setores público e privado.

Alinhada às diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS), a implementação dos novos documentos clínicos são parte da política de governo eletrônico, que visa garantir a continuidade dos cuidados do indivíduo a partir da implantação e qualificação de sistemas de informação e comunicação em saúde.

SUMÁRIO DE ALTA - O documento de alta é parte do prontuário do indivíduo, nele constam os principais registros realizados durante a permanência do mesmo em um atendimento, como evolução clínica, procedimentos assistenciais, intervenções clínicas e diagnósticas, condutas adotadas e iniciadas para seguimento em clínica ou outro estabelecimento de assistência à saúde e principalmente no final de sua permanência. A troca das informações essenciais referente ao período de permanência do indivíduo em um estabelecimento de saúde garante sua segurança na continuidade do tratamento.

REGISTRO DE ATENDIMENTO CLÍNICO - O registro de atendimento clínico é o registro de dados essenciais de uma consulta realizada a um indivíduo no âmbito da atenção básica e especializada. Apresenta informações relacionadas ao acompanhamento do indivíduo como medições, diagnósticos e/ou problemas avaliados, exames, procedimentos, pequenas cirurgias e desfecho. Essas informações são registradas pelos profissionais de saúde, prioritariamente durante o atendimento podendo ser usado por profissionais que continuarão seu tratamento (de modo contínuo ou eventual) ou como fonte de conhecimento para assistência futura, além do uso pelo próprio cidadão em seu registro pessoal de saúde.